Monthly Archives: Julho 2011

CUFA Maringá participou de Audiência publica sobre bullying

A CUFA Maringá (Central Única das Favelas ) participou dia 17 de junho, ás 18:30hrs  nas dependências da  Câmara Municipal de Vereadores, da audiência pública  que discutiu Bullying e Violência na Escola.     O evento foi organizado pela Comissão de educação  da Assembléia Legislativa do Paraná. O debate foi conduzido pelo Deputado Estadual Evandro Junior,  Robertson Fonseca de Azevedo (Promotor de infância e Juventude) e Representantes dos mais diversos segmentos organizados da sociedade.

A síntese das palestras apontou para a necessidade de ações continuadas para prevenir o problema, amparadas na conscientização sobre a importância da convivência harmoniosa no ambiente escolar. Destacou-se o envolvimento da família nesse processo e na solução de eventuais conflitos. Palestrantes, contudo, reconheceram que certo grau de animosidade na escola e em seu entorno é típico entre grupos.

“Discriminação, preconceito ou quaisquer outros tipos de violência física ou psicológica não devem ser vistas como novidade na sociedade”, disse o promotor de Justiça da Infância e Juventude de Maringá, Robertson Fonseca de Azevedo, que fez interessante abordagem sobre a etimologia da palavra inglesa bullying, oriunda do verbo bully, que significa usar a superioridade física para intimidar alguém.

“O Bullying Trata-se de um tema bastante pertinente no contexto da educação, e um problema a ser enfrentado onde envolve atos palavras ou comportamentos prejudiciais, intencionais e repetidos” ressaltou Felipe franco da Costa membro da CUFA Maringá.

Evandro Junior finalizou o evento reiterando que as informações apuradas no evento serão organizadas para reforçar o conjunto de ações que integrarão uma futura política estadual antibullying. Novas audiências devem ser realizadas nas principais cidades do Estado.

Você é alvo de bullying?

Assustador e vergonhoso, o bullying geralmente ocorre quando nos fazem achar que a culpa de toda é nossa ! mas na verdade não é ! precisamos então saber de algumas coisas importantes :

° Não guarde isso pra você! não tenha medo de contar pra alguém o que está se passando, Converse com alguém que você confia que com certeza ele vai te ouvir e te ajudar.° Tudo passa e com certeza logo você esquecerá do que aconteceu ! afinal você não vai se sentir mal pra sempre !° Não vá atrás do Bullyng ! se você sabe onde estão aqueles que cometem esse ato, não fique perto, procure outros lugares e se por acaso encontrá-los IGNORE !° Não revide, nem fique bravo !  Isto vai piorar o bullying.° Não fique sozinho ! procure estar perto de seus amigos ou familiares. Os bullies pegam mais quem está  sozinho.° Acredite em você!  Os outros vão perceber. Quem é perseguido sempre aparenta estar com medo, mostre confiança em você mesmo !°Olhe a sua volta.  Provavelmente você não é o único  que sofre bullying.  Faça amizades com outros colegas que estão  sozinhos. Talvez você possa ajudá-los.

Crack é tema de debate em escola

Por Assessoria de Comunicação

No dia 28 de Julho a CUFA Central Única das Favelas do Paraná esteve no Colégio Estadual Lauro Gomes no conjunto Maria Cecília em Londrina palestrando para professore e alunos, o colégio foi palco de mais um debate Crack – Não Deixe Esta Pedra te Derrubar.

Na ocasião foi questionado sobre todos os tipos de drogas e seus efeitos na vida social, famílias e espiritual do ser humano. Buscado alertar e informar alunos e professores o coordenador da Cufa Cambé e técnico em dependência química José Antonio; alertou sobre o avança do crack entre as comunidades periféricas e escolares. 

Observamos que hoje mais de 660 mil pessoas faz uso do crack, no Brasil, porém muitos têm acesso à droga por falta de conhecimento. Mais potente que a cocaína, mais barato e de fácil acesso que as demais drogas, o crack assume o terceiro lugar entre as drogas mais consumidas. O evento foi realizado coletivamente com as entidades Cufa Cambé, SESI – Rede de desenvolvimento Local e Missão REDE. No entanto, a Cufa Paraná tem como foco o desenvolvimento humano e conscientização de crianças, adolescentes e adultos sobre causa e efeito do crack; assim buscamos aplicar uma conscientização eficaz através das palestras, A Cufa Paraná agradece a todos pela oportunidade.